Visualizar Notícias - UniAtenas Passos

Notícias Faculdade Atenas - Passos (MG)

Hábitos saudáveis de alimentação são fundamentais para a criança


Conheça os 10 passos recomendados pelo Ministério da Saúde

Um dos aspectos fundamentais para a boa saúde da criança e do futuro adulto é a alimentação adequada. A enfermeira e professora Nariman Lenza, docente no curso de Medicina da Faculdade Atenas-Passos, chama a atenção para o tema, diante das estatísticas de sobrepeso e obesidade no Brasil.

“O número de crianças e adolescentes obesos tem crescido muito. É preciso conscientizar os pais sobre a importância da alimentação saudável, até pelo menos dois anos de idade, período em que a criança forma os bons hábitos alimentares”, afirma a professora Nariman. De acordo com ela, as mulheres grávidas também devem observar os hábitos saudáveis na alimentação, pois no período gestacional o bebê já sofre influências dos alimentos que a gestante consome.

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde informam que 33,5% das crianças de cinco a menores de nove anos apresentam excesso de peso, de acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares, POF 2008-2009. O mesmo percentual atinge os adolescentes brasileiros de 12 a 17 anos com sobrepeso (33,5%), sendo que  8,4% estão obesos, segundo o Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes, ERICA -2015.

A formação de hábitos saudáveis na alimentação nos primeiros dois anos de vida é um fator preponderante na prevenção de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. A professora Nariman Lenza destaca que é simples e possível assegurar uma alimentação adequada para a criança, bastando atender aos 10 passos recomendados pelo Ministério da Saúde. São eles:

Passo 1 - Dar somente leite materno até os 6 meses, sem oferecer água, chás ou qualquer outro alimento.
Passo 2 - Ao completar 6 meses, introduzir de forma lenta e gradual outros alimentos, mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais.
Passo 3 - Ao completar 6 meses, dar alimentos complementares (cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas e legumes) três vezes ao dia, se a criança estiver em aleitamento materno.
Passo 4 - A alimentação complementar deve ser oferecida de acordo com os horários de refeição da família, em intervalos regulares e de forma a respeitar o apetite da criança.
Passo 5 - A alimentação complementar deve ser espessa desde o início e oferecida de colher; iniciar com a consistência pastosa (papas/purês) e, gradativamente, aumentar a consistência até chegar à alimentação da família.
Passo 6 - Oferecer à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida.
Passo 7 - Estimular o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições.
Passo 8 - Evitar açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas, nos primeiros anos de vida. Usar sal com moderação. 
Passo 9 - Cuidar da higiene no preparo e manuseio dos alimentos; garantir o seu armazenamento e conservação adequados.
Passo 10 - Estimular a criança doente e convalescente a se alimentar, oferecendo sua alimentação habitual e seus alimentos preferidos, respeitando a sua aceitação.

Além dos 10 passos, a alimentação saudável da criança envolve os cuidados com preservação e manuseio dos alimentos. Nunca é demais lembrar que: antes de preparar ou servir alimentos, deve-se lavar bem as mãos; a água fornecida à criança e usada no preparo dos alimentos deve ser tratada, fervida ou filtrada; outro cuidado é não oferecer à criança sobras de alimentos de refeições anteriores. Esses cuidados evitam contaminação e doenças como a diarreia.

Usamos cookies para analisar suas interações neste site e melhorar a sua experiência de navegação. Ao usar nosso site, entendemos que você está ciente da nossa Política de Privacidade e concorda com o uso de cookies.