Visualizar Notícias - UniAtenas Passos

Notícias Faculdade Atenas - Passos (MG)

Tuberculose, uma doença com raízes sociais


Doença infecciosa e transmissível que afeta principalmente os pulmões, a tuberculose é, ainda, um sério problema da saúde pública. Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 70 mil novos casos novos são notificados no país, com aproximadamente 4,5 mil mortes decorrentes da doença, que tem suas causas ligadas a condições precárias de vida e exclusão social.
 
“A tuberculose é considerada uma doença negligenciada, e por mais que se tente combater a doença, nos últimos anos o número de casos não sofre redução”, informa o professor José de Paula Silva, docente do curso de Medicina da Faculdade Atenas-Passos.
 
Conforme esclarece o professor, as doenças negligenciadas são aquelas causadas por agentes infecciosos ou parasitários e consideradas endêmicas, ou seja, por mais que se busque combater, elas estão sempre presentes. Estão vinculadas a fatores socioeconômicos e ambientais e são predominantes em populações de baixa renda. O Brasil, devido às suas condições diversas, possui várias doenças chamadas de negligenciadas. 
 
“Nos últimos 10 anos, importantes progressos na redução da pobreza no país têm contribuído para a diminuição da incidência de algumas doenças negligenciadas,  como são os casos da Doença de Chagas, que pode levar a complicações cardíacas, e da filariose linfática, que causa crescimento exagerado dos órgãos e por isso é conhecida também por elefantísase”, explica José de Paula.
 
Apesar da diminuição dessas outras doenças, os casos novos de tuberculose permanecem. Em Minas Gerais, nos últimos cinco anos, foram mais 20 mil casos, em uma média superior a 4 mil novos casos por ano. Em Passo,s foram notificados mais de 150 casos nos últimos anos, e em 2018 praticamente um novo caso de tuberculose por semana foi notificado no município.
 
O tratamento da tuberculose é simples, porém longo, chegando a seis meses, e por isso existe a preocupação com os cuidados e o acompanhamento. A prevenção da doença é possível para as crianças, por meio da vacina BCG, ofertada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS). “Somente o seu combate e a melhora das condições socioeconômicas e ambientais pode permitir que um dia a tuberculose seja erradicada no Brasil”, finaliza o professor José de Paula.

Usamos cookies para analisar suas interações neste site e melhorar a sua experiência de navegação. Ao usar nosso site, entendemos que você está ciente da nossa Política de Privacidade e concorda com o uso de cookies.