Visualizar Notícias - UniAtenas Passos

Notícias Faculdade Atenas - Passos (MG)

Como agir em situações de primeiros socorros


Todos estamos sujeitos a nos deparar com situações de acidente ou mal súbito envolvendo outras pessoas, e estar preparados para isso pode ajudar a salvar vidas. 

A série “Conectados com o Professor” traz neste texto o tema dos primeiros socorros, com as principais recomendações para casos de emergência, que podem ocorrer em qualquer local e a qualquer hora. Em tempos de festividades ou viagens com aglomerações de pessoas, essas orientações são especialmente úteis.

“Os primeiros socorros são os primeiros procedimentos de emergência em pessoa vítima de acidente ou mal súbito, até que ela receba assistência especializada, por exemplo, SAMU e Bombeiros. Visa manter as funções vitais estáveis e evitar os agravamentos”, explica o Prof. Me. Mateus Goulart Alves, docente da Faculdade Atenas-Passos, que é enfermeiro e orientador do projeto de extensão intitulado “Ensinando a salvar vidas”.

A primeira orientação dada pelo professor Mateus é: para realizar primeiros socorros em qualquer vítima, é necessário que a segurança do socorrista esteja garantida. Ele afirma que o socorrista jamais pode colocar-se em risco para atendimento de outra pessoa. Em caso de atendimento de risco, é necessário aguardar a chegada da assistência especializada (SAMU e Bombeiros).

Ele explica que, em qualquer situação que exija a aplicação de primeiros socorros, após garantir a segurança do local, deve-se acionar o SAMU ou os Bombeiros, manter a calma e afastar curiosos. 

Outra questão importante é buscar cursos para capacitação em primeiros socorros. “Ninguém deve realizar nenhum procedimento se tiver dúvidas sobre o que está fazendo. Procedimentos errados podem agravar a situação da vítima e até elevar o risco de morte”, alerta o enfermeiro.

Cada situação exige um procedimento diferente, por exemplo, parada cardiorrespiratória é necessário implementação de ressuscitação cardiopulmonar; crise convulsiva é necessário proteger a cabeça, lateralizar o corpo e afastar qualquer objeto que possa causar outras lesões no paciente, jamais colocar dedo na boca da vítima; síncope, popularmente conhecido como desmaio, deve-se manter o paciente deitado e com os pés elevados; Obstrução de via aérea por corpo estranho (OVACE), conhecido como engasgamento, inicialmente deve estimular a tosse da vítima e, se não for efetiva, realizar a Manobra de Heimlich; as fraturas devem ser imobilizadas; em sangramentos importantes deve-se realizar a compressão com pano limpo sobre o ferimento; entre vários outros procedimentos possíveis.

“Em hipótese alguma devem ser realizados primeiros socorros se não houver segurança no local. O socorrista deve estar preparado e é importante sempre avaliar a necessidade de encaminhamento do paciente para avaliação médica”, enfatiza o especialista em primeiros socorros.

Ainda acerca dos serviços de emergência, o professor Mateus lembra que o SAMU e os Bombeiros devem ser acionados quando realmente necessário e em hipótese alguma deve-se permitir “trotes” com ocorrências falsas. Para saber quando acionar o 192 ou o 193, confira o quadro com as recomendações:

Visualize abaixo algumas fotos da notícia

Usamos cookies para analisar suas interações neste site e melhorar a sua experiência de navegação. Ao usar nosso site, entendemos que você está ciente da nossa Política de Privacidade e concorda com o uso de cookies.