Notícias Faculdade Atenas - Passos (MG)

Atendimento na linha de frente em tempos de pandemia


A vivência desse momento histórico da saúde provocado pela pandemia da COVID-19 traz para os profissionais da linha de frente não só uma grande carga de estresse físico e emocional, mas também o aprendizado e o resgate de valores fundamentais na abordagem e no tratamento da vida humana.

Quem conta sobre essa nova realidade é o Dr. Luciano Costantini, médico ortopedista e traumatologista e membro do corpo docente do curso de Medicina da Faculdade Atenas Passos.

Diretor Técnico da Santa Casa de São Sebastião do Paraíso e também Coordenador da Sala de Emergência/Choque da mesma instituição, Dr. Luciano afirma que, embora o cenário da microrregião ainda seja estável, com leitos disponíveis, EPIs e demais equipamentos necessários, os profissionais da saúde vivem uma rotina que envolve medo e ansiedade diante de uma doença nova.

“É uma situação de intenso estresse diante de uma doença que ainda não tem cura estabelecida. Vivemos num compasso de ‘tic-tac’, sem saber se haverá, e quando, uma explosão no número de casos. Diariamente a gente leva o trabalho junto para casa, pois é preciso estudar continuamente. Convivemos com a autocobrança, pois queremos que todo paciente evolua bem, e também há o medo de contrair a doença”, relata Dr. Luciano.

Enquanto médico e diretor clínico, Dr. Luciano tem a sua carga de responsabilidade dobrada, pois além do envolvimento com os pacientes e familiares, um médico gestor também se envolve intensamente com a preparação e o bem-estar da sua equipe de trabalho, com os protocolos, equipamentos e suprimentos.

Em meio a todo esse cenário, o médico e professor da Faculdade Atenas Passos, aponta a oportunidade ímpar de aprendizado que a pandemia também trouxe. “Diariamente discutimos sobre todas as condutas em relação à doença no comitê multidisciplinar formado por profissionais de medicina, enfermagem, fisioterapia e outras áreas. Estamos cooperando uns com os outros e aprendendo diariamente”, conta.

Dr. Luciano também destaca a importância de resgatar o tratamento do paciente como um todo, com a atenção para seu estado físico, psíquico e emocional, além dos cuidados com os familiares do paciente. Ele cita ainda, a importância da cultura de prevenção e combate à infecção hospitalar, um aspecto crucial no contexto da COVID-19. 

“Quero agradecer e parabenizar a força, a coragem e a dedicação de todos que trabalham, não apenas na linha de frente, mas também na gestão e no suporte para que o atendimento aconteça. A alta gestão hospitalar, os funcionários administrativos, os profissionais da saúde, as equipes de limpeza, manutenção, portaria, segurança, enfim, todos que formam uma grande equipe engajada e que trata os pacientes com carinho”, ressalta Dr. Luciano.

Para a população em geral, Dr. Luciano reforça as recomendações no combate à COVID-19: a utilização da máscara sempre que sair de casa, a higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool gel e o afastamento social. Ao perceber sintomas de alerta, principalmente para quem pertencer aos grupos de risco, como os idosos e portadores de doenças crônicas, deve-se procurar um médico nas unidades de pronto atendimento.