Visualizar Notícias - UniAtenas Paracatu

Notícias UniAtenas - Paracatu (MG)

Para você, qual a importância da inspeção no Sistema de Alarme de Incêndio?


Devido à carência de inspeção no Sistema de Alarme de Incêndio, acarretaram inúmeros incêndios no território brasileiro, e marcou negativamente a imagem do Brasil.
•    Sua edificação ou propriedade já fez uma inspeção do Sistema de Alarme de Incêndio no ano vigente?
Os sistemas de alarme de incêndio são elementos vitais para a segurança e proteção de sua propriedade, seja ela residencial ou comercial. São eles os responsáveis por garantir que os ocupantes da edificação sejam notificados e avisados em caso de incêndio. Eles também podem ser os responsáveis por alertar o corpo de bombeiros para atender e apagar os incêndios. Isso poderá garantir que as pessoas da edificação saiam com segurança do prédio. Mas, apenas ter um Sistema de Alarme de Incêndio não garante que a operação aconteça com sucesso. O seu sistema de alarme de incêndio deve passar por uma manutenção e inspeção anual para garantir que está em pleno e perfeito funcionamento.
•    O Ato da Inspeção Anual
Uma Inspeção Anual do Sistema de Alarme de Incêndio, envolve muito mais do que disparar um alarme sonoro e confirmar se as sirenes soam e os sinalizadores luminosos de emergência piscam, embora o teste desses dispositivos seja um passo fundamental da inspeção. Os sistemas de alarmes de incêndio atuais e modernos, integram-se totalmente com outros sistemas da edificação e podem ser com ou sem fios. Uma adequada Inspeção Anual do Sistema de Alarme de Incêndio deve ser realizada por profissional qualificado e capacitado. Esse trabalho envolve critério e conhecimento especializado para se certificar de que todos os componentes estão funcionando nas condições ideais. A energia elétrica poderá faltar durante a ocorrência de um incêndio. Por isso, todo o sistema de alarme de incêndio precisa de uma fonte de alimentação de backup, como bateria ou nobreak, que garante o funcionamento do sistema por tempo suficiente para o sistema desempenhar a sua função. Em muitos casos é o próprio corpo de bombeiros que corta a energia para não haver risco de choque elétrico durante o combate ao incêndio. Isso se dá devido ao fato de que na maioria dos casos o componente do extintor utilizado no combate é a base de água. Pode parecer lógico, mas na prática nem sempre é, então, precisam ser testadas as baterias que compõem o sistema de alarme de incêndio. É necessário verificar a carga, a voltagem e a amperagem para confirmar se todos os dispositivos do sistema funcionarão corretamente. Em muitos sistemas, inclui-se gabinetes de fonte de alimentação como banco de baterias centralizadas e adicionais. Como resultado, eles alimentam os dispositivos de notificação, suportes de porta e outros dispositivos alimentados que a Central de Alarme de Incêndio (CAI) aciona.
•    Os Equipamentos e Dispositivos do Sistema de Alarme de Incêndio e Pânico
Os equipamentos e dispositivos de Sistema de Alarme de Incêndio e pânico que se conectam à Central de Alarme de Incêndio (CAI) são de acionamento, controle e supervisão. Eles são detectores de fumaça e de calor, detectores de duto, interruptores do sistema de ventilação, interruptores de fluxo de água do sistema de sprinkler e vários outros supervisores dos sistemas auxiliares que protegem a sua edificação, e por consequência, o seu patrimônio. Durante uma inspeção anual dos sistemas de alarmes de incêndio, um engenheiro especializado testa e inspeciona visualmente a condição e o funcionamento de todo o sistema. Isso garante que todos os dispositivos e equipamentos do sistema de alarme de incêndio funcionarão corretamente. Atenderão também aos requisitos e padrões de exigências das (NR) – Normas Reguladoras e do Corpo de Bombeiros de seu estado. Isso também garantirá que a Central de Alarme de Incêndio (CAI) responda corretamente a cada dispositivo e evitará alarmes e acionamentos falsos, o que leva ao descrédito do sistema.
•    O Relatório de Inspeção Anual
O Corpo de Bombeiros requer um responsável técnico qualificado e habilitado no CREA para realizar a inspeção e documentar todos os testes e inspeções em um laudo técnico e apresentação da ART. Isso significa que cada dispositivo de supervisão e monitoramento foram confirmados e acionados. Cada dispositivo ou equipamento especificado tem uma indicação clara sobre o seu funcionamento e os resultados dos testes de acionamento e alcance sonoro das sirenes. O Relatório de Inspeção inclui também todas as deficiências e correções encontradas durante a vistoria e testes. Esse é um registro para que uma manutenção preventiva possa ser programada e agendada. Como resultado, os reparos subsequentes garantirão que o sistema esteja operando conforme o projeto originalmente aprovado pelo Corpo de Bombeiros no momento da instalação. Um laudo de Inspeção Anual do Sistema de Alarme de Incêndio completo, compatível e atualizado, pode ser solicitado pelos bombeiros a qualquer momento. Esse laudo é primordial para seguradoras ou investigações em casos sinistros e de caráter obrigatório.

Devido à carência de inspeção no Sistema de Alarme de Incêndio, acarretaram inúmeros incêndios no território brasileiro, e marcou negativamente a imagem do Brasil.
Pensando nisso o nosso tá ligado dessa semana o coordenador do curso de Engenharia Civil Matheus Ruas vem nos falar sobre a importância da inspeção no sistema de alarme de incêndio.